Meu corpo é fogo.

Me desprendi, calei a voz que ficava em minha mente.

Abri a porta para a razão, que não cansava de bater.

Abri a janela, e pude ver tudo o que eu estava perdendo, mantendo os olhos fechados.

E o caos deu espaço para a calmaria, apenas respiro, inspiro.

Reacendi a chama, o desejo de incendiar.

Todos os dias é preciso queimar.

Deixo que as cinzas dançem e o vento as levem.

Meu corpo é fogo e

Minha alma seu combustível.