Dois mundos.





Queria poder dizer como é frio, a imensidão que me cerca.

Queria poder dizer o que meus olhos presenciam.

A forma intensa que as estrelas brilham estando na escuridão.

A paisagem quieta, o silêncio que se espalha.

Queria poder dizer como vim parar aqui.

Não consigo conter o ritmo que meu coração bate, e a energia que está sendo sugada de meu corpo.

Estou vendo e sentindo o momento se colidindo, está se partindo em dois, dois mundos, e  não sei onde me encontro agora.

Tudo o que sei é que preciso escolher um caminho, meu coração está parando, o tempo está acabando.

Queria poder dizer como é a sensação de voar, mas preciso cair antes que me tirem o ar.

Voltar para o meu corpo outra vez.