Corpos.

Um dia corpos serão só corpos, e então será possível enxergar além deles o que cada um tem de melhor escondido.

Será possível enxergar as cores da alma.

Nosso corpo é uma casca enfeitada, há corpos que abrigam histórias, cicatrizes, disfarces e outros apenas o retrato de uma vida vazia.

Um dia corpos serão só corpos, um complemento de quem somos e não um simples objeto de desejo e solidão.

Suas mãos podem tocar facilmente um corpo e se aventurar por suas curvas.

Mas só isso não é o bastante e todos os toques ainda sim, não suprem o que sua alma anseia, algo mais voraz, que unindo se ao calor do corpo vibra e pulsa em outra sintonia.

Coloca sua máscara, seus lábios vermelhos guardam segredos e seu corpo esta se despindo outra vez.

Seu corpo se entrega mas sua mente permanece longe, não reconhece os olhos que te encaram e as mãos que te acariciam.

Um dia seu corpo será apenas um corpo, e sua essência será notada. Um dia a junção de corpo e alma será uma bela sinfonia.

Será real, será sentido.