O antes e agora.







Antes eu prendia a respiração e agora só perco o folego.

Antes eu só queria me jogar no mar, ir para o mais longe.

Agora controlo meu corpo, deixo que sinta a calmaria das águas.

Vejo suas chamas tentando me incendiar, sua voz sussurrando em meus ouvidos.

Inutilmente seus passos percorrem o mesmo trajeto todos os dias, sua boca desperdiça palavras.

O antes e o agora são diferentes.

Estou terminando mais uma canção, o antes se foi, estou me movendo
rápido, tudo está se indo, não seguro nada em minhas mãos.

O que está em minha mente, você pode tentar desvendar, mas certezas não terá.

Estou me movendo rápido, não seguro nada em minhas mãos.

O antes e o agora são duas línguas estranhas, não conversam apenas existem.

Como o fogo e o gelo, você não pode me tocar antes que derreta e desapareça.

Antes eu não saia de meu casulo, agora sou livre pra voar, olhar e sentir.

E não há nada mais que eu possa querer, sou minha própria chama.