Arma carregada.




A vida é mais do que sobreviver, eu sei.

Tenho ingerido essa dose letal, que tem aniquilado alguns sentimentos.

Tenho tentado reorganizar a linha cronológica dos acontecimentos na minha cabeça, encontrar uma nova direção e uma maneira de recomeçar.

Estou absorvendo as feridas, não há mais tempo para ficar a costura las.

Não há mais tempo.

O gosto de sal e doce constante em minha boca,
A escuridão e a luz , brigando através dos meus olhos.

A verdade e a mentira se colidindo, ambas tentando permanecer.

Há tanto a ser sentido e contido.
Há muito a se digerir e esquecer.


Sou uma arma carregada por debaixo dessa pele, assim como suas mentiras que insistem me ferir.