Seus olhos me diziam adeus.

Vi seu corpo imóvel, senti a gelidez do lugar e as luzes quase a me cegar.

Por um longo momento, fiquei a te observar, rosto sofrido, corpo desfalecido.

Foi quando seus olhos se abriram e encararam os meus, seus olhos eram como pérolas negras, e o vazio que neles se encontravam me dava arrepios.

Você me viu, viu minhas lágrimas escorrerem e sem saber o porquê.

Um filme começou a passar na minha mente, pensei no quão frágil é a nossa vida, e nossa força em persistir.

Quantos leitos, ocupados por corpos frios que carregaram infinitas histórias através do tempo.

Pensei tantas coisas, que me mantive embriagada por algumas horas.

O peso da morte é grande, leva se um tempo pra compreender e suportar.

Mas ela chega, chegará pra todos nós um dia, e nunca deixaremos de sentir com a mesma intensidade os sentimentos que ela nos traz com sua presença.

Senti, era uma despedida, seus olhos me diziam adeus.