Bater de asas.



Eu não sei explicar a maneira como os dias têm me devorado,
preciso um pouco partir, percorrer um lugar desconhecido.


Andar sem olhar pra trás, enxergar novos horizontes e  me reencontrar.

Eu quero, encontrar algumas respostas e por essas janelas, sei que não vou obter las.

Eu quero e o querer não é o suficiente.

Muito já foi deixado, muitos pontos finais e poucos acertos enfim.

Muitas músicas dizendo o que vivi, está na hora de compor uma nova canção, encontrar uma melodia.

Algo que acalme minha alma, que me faça flutuar e não pesar.

Um som, como o bater de asas, pra me fazer sentir infinita outra vez.