Entre as estrelas no céu.

Sinto me imóvel, anestesiada por todos os sentimentos que já senti.

Não, você não sabe como é estar tão fundo.

Sentimentos as vezes são tão avassaladores quanto inúteis.

Já passei da fase ilusória e sei que enxergar a realidade tem sido uma forma dura de se viver.

Não se engane com meu olhar e meu sorriso, eles não revelam quem sou.

Conheço minhas cicatrizes, e tenho costurado elas a cada momento que você me toca.

Por fora sou o que você quer ver, por dentro alguém que se perdeu.

Há um imenso espaço entre o pensar saber, e o saber de fato.

Então não me venha com suas suposições.

Não, você não sabe como é estar fundo.

Foi se o tempo que me deixei enganar, não se foge do que te rodeia.

Procuro o dia que estarei entre as estrelas, lá no céu distante.