Fraqueza.

Até onde o amor se torna sua fraqueza?

Até onde conseguimos controlar os sentimentos existentes?

Quem almeja fúria não teme a morte.

Mas quem almeja o amor, teme o sacrifício, a perda, a dor.

Eu vejo o fogo sendo acesso, e vejo os muros caindo.

Estou nessa colisão, não sei meu lugar, amarrada pelos punhos, os dois lados me cerram.

Não é só mais um dia, que amanhã não retornará.

É um dia, que se repete insistentemente dia após dia, com o mesmo cenário e as mesmas feridas.

O amor pode ser uma fraqueza, mas quando só ele puder ser sua salvação?

Qual outra escolha você teria?