Já não é.

Eu não sei pra onde vou.

Você era apenas tudo o eu queria, mas agora já não é, já não é.

No meu mundo você era apenas um cenário bom, diante do caos em minha mente, mas agora já não é, já não é.

Porque você faz parte do meu caos agora, e toda vez que te olho eu quero apenas explodir esses muros, e nunca mais andar por onde você caminhar.

Não quero fingir estar bem, quando na verdade tudo o que quero é te machucar, arrancar um pedaço para você depois remendar.

Não quero que se lembre de mim depois, quero apenas saborear o mesmo líquido que você provou de mim.

E olhar suas cicatrizes...