Eternidade

Preciso dar um fim, preciso aceitar o que meus olhos não podem ver mais.

Porque toda vez que você me toma, eu conheço o mundo do qual não faço mais parte.

E a falta deste mundo me divide e machuca.

Eu não quero que sinta o peso das lembranças por onde caminhar, nem a falta de alguém que nunca existiu.

Simplesmente não faço parte desse mundo que você desfruta.

É impossível dois mundos como o nosso, se tornar um só sem arrancar e destruir uma parte de nós.

Porque aprendi com o tempo, que as vezes o que mais queremos, é o que devemos deixar partir.

E as consequências desses atos, permanecem além desses mundos, se carrega pela eternidade.