Me pergunto.


No vazio, não há remédio que cure a sensação de ter sido derrotado.

As forças que antes te faziam continuar, te fazem recuar.

Ser ou não egoísta?
Se doar e não receber nada de volta.

Se as luzes que se acedem te causam medo e a escuridão se torna sua moradia, seu refugio.

Como enxergar o bem através de tudo isso?

As cores enfim estão mortas no meu cenário.

Só me resta o silêncio e as imagens na minha cabeça me levando a loucura.

Os gritos não são mais ouvidos, assim como não sou mais vista.

Na terra dos mortos eu vejo a terra dos vivos, e me pergunto, como me deixei desistir?