das vezes...

É sempre bom rever o que te faz bem.

Muita das vezes não precisamos de tanto tempo para nos sentirmos livres, bem, para estarmos com quem desejamos.

Somos nós que determinamos nosso próprio tempo, nos permitirmos então viver ou deixar que se vá sem sentir.

Alguns sentimentos não morrem, como algumas lembranças e certezas, apenas escolhemos esconde las de nos mesmos diversas vezes.

Mas quando o esconderijo se revela e nos traz tudo o que permaneceu esquecido, entendemos que simplesmente nem o tempo e nem nós mesmos conseguimos comandar tudo.

Nunca vou conseguir explicar tão detalhadamente certos momentos e palavras.

As vezes para que a dor não nos atinja tanto é preciso que ela adormeça.

Para que o amanhã continue a chegar é preciso deixar que ontem não nos prenda ao passado embora ele sempre fique a nos rodear.

Eu vivo muitos déjà vu , pareço sempre reviver certos momentos que só existem agora na minha mente, é como um refúgio quando a realidade me parece dura e amarga demais para se viver.