Me aceito.

Faço parte da escuridão tanto como faço parte da luz.

Eu carrego muitos sentimentos, e não escolhi ser assim, mas quando olho ao meu redor e vejo tantas máscaras carregando suas mentiras..
Eu realmente me aceito como sou.

Tento lidar com o meu pior lado sempre, porque acredito que me torna um pouco melhor.

Mantenho meus pés no chão, enquanto minha alma flutua nessa imensidão de lugares que eu não posso caminhar.

Minha mente as vezes é como uma droga alucinógena, e sair ilesa dos efeitos que ela causa é quase impossível.

Tenho fechado meus olhos, para coisas que não vejo concerto, e tenho observado bem as contradições, o que passa despercebido, a incrível estratégia e capacidade que nós humanos, temos de nos destruir.