luz do sol





Abrindo a porta que se mantinha trancada,
isolada com medo de se perder neste estranhos caminhos
que a aguardavam,a liberdade gera suas consequências, faz você perde o controle ao mesmo tempo
que te faz ter punho.

Duas portas, e apenas uma saída, 
aflita seu coração batia sem parar,dúvidas pairavam em seu pensamento, 
esta tudo tão escuro embora fosse apenas todas as cortinas cobrindo sua visão.

O medo se misturando com a coragem, vivia ela num espetáculo triste da vida,
onde se habitavam seus maiores temores.

Presa tempo demais, pra entender o que há por trás da porta, sua primeira visão do que é luz deixam seus olhos vermelhos, apresentava se então a desconhecida luz do sol.

Ela caminha,sem saber onde seus passos a levarão mas com a certeza do que deixou, seus temores não a alcançarão.