Marcas.





É preciso encontrar a chave que abre o portão, e deixar partir tudo que já se foi,
criamos tumulos e escrevemos em nossa alma, as perdas.
nossos corpos são como telas pintadas,quase tudo refletido, pouco detalhado.

são marcas de dor, marcas de mudanças, marcas e marcas de anos, de dias, de reinvenção.

A alma carrega em si o que a pele não carrega pelo resto da vida.
Quando ela muda, é sinal de que os anos se passarão, e que muita coisa foi pintada.
Todo o tempo são pintados novos quadros, novos sorrisos, 
nada morre, apenas se esquece.