Frutos da terra prometida




Não sou boa com as palavras como gostaria de ser.

Caminhei por ruas escritas apenas minha timidez.

Não sei porquê ainda me escondo, me tranco, se inúmeras vezes me coloquei diante de situações que me levaram ao abismo..

Lembro dos olhares descrentes , os risos contidos,
Não havia pra onde correr, se a cada passos largos a lembrança e a sensação de impotência ficava em mim.

Quantas vezes gritei ao mar aberto minhas loucuras,quantas mentiras vivi, quantas mentiras me disseram, me fizeram sentir, me fizeram desistir, como um fantoche manipulado.

Nunca me escondi da escuridão fria, ela foi minha morada por longos anos á
procura da libertação, de tudo o que a terra já  havia me feito viver.

Hoje me desprendi de falsos profetas, de falsos sentimentos, poucos me conhecem,
 se me tranco inúmeras vezes, é porque tudo o que vejo ainda não me faz querer me mostrar.


A libertação acontece em muitos momentos da vida, você se prende e se liberta de sentimentos todos os dias.

você apaga e recomeça um texto.

você ama e perdoa.

aprende e ensina.

adormece e aquece.

Podem me chamar do que quiser,
pra mim,sou apenas mais um alguém que se cansou dos frutos desta terra prometida.